CONHEÇA NOSSO BLOG
23Jan
A relação entre chefes e índices de gordura

A relação entre chefes e índices de gordura

Compartilhe!

As aparências podem até não ter importância, mas no meio corporativo, boa forma conta. Os resultados de novas pesquisas dão conta de que quilos a mais ou uma cintura um pouco maior afetam a percepção que as pessoas têm sobre a liderança de um executivo e sua energia no trabalho.

Treinar para maratonas e fazer exercícios regulares ainda não são partes explícitas da descrição do cargo de um diretor, mas especialistas em liderança e recrutadores de executivos dizem que se manter em forma hoje é um requisito virtual para quem quer chegar ao topo da pirâmide corporativa.

Imagem: internet

Como as demandas para liderança podem ser extenuantes, o aspecto físico pode ser tão importante quanto todo o resto. Executivos que têm cintura larga e altos índices de massa corporal tendem a ser vistos como menos eficientes no trabalho, tanto em desempenho quanto em relacionamentos interpessoais, segundo dados compilados pelo Center for Creative Leadership, uma organização sem fins lucrativos dedicada à preparação de profissionais para cargos de liderança.

O pesquisadores do CCL detectaram uma correlação depois de coletar centenas de revisões de desempenho entre colegas e resultados de exames físicos de diretores-presidentes e outros executivos de alto escalão que participaram de seu workshop de uma semana no Colorado. Usando dados de 757 executivos coletados entre 2006 e 2010, concluíram que o peso pode, de fato, influenciar as percepções de subordinados, colegas e superiores.

Claro que a percepção de competência não se iguala a uma medida de sucesso de liderança. Executivos que participaram do estudo dizem que é difícil dizer quanto da percepção deriva de seu peso físico e quanto vem da insegurança que eles mesmos projetam.

Informações: The Wall Street Journal